Blog

PF prende contador por fraude previdenciária

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira a Operação Ghoul, com o objetivo de desarticular uma quadrilha de estelionatários que fraudava benefícios previdenciários através do uso de certidões de óbito falsas. Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e um de condução coercitiva nas cidades de Macaé, Bom Jesus de Itabapoana e Campos dos Goytacazes. A PF procura ainda uma mulher que também teve a prisão decretada. Todos os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de Macaé.

O inquérito policial identificou, inicialmente, três benefícios de pensão por morte concedidos no ano de 2008, e constatou que os supostos falecidos, na verdade, estavam vivos.

Um dos presos, que é contador, obteve certidões de óbito fraudulentas por meio da apresentação em cartório de declarações de óbito falsas. As certidões obtidas foram utilizadas nos processos de concessão dos benefícios, que já foram suspensos.

O prejuízo estimado ao INSS é de aproximadamente R$ 1.500.000,00 (um milhão e meio de reais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Sites para consulta pública:

        



Palavras-chave: rpps, investimentos, previdência, software previdenciário, consultoria, auxílios, benefícios, cálculo atuarial, avaliação atuarial, reavaliação atuarial, instituto, regime próprio de previdência social, crp, dair, dipr, dpin, certificado de regularidade previdenciária, criar rpps, consultoria rpps, sistema rpps, fundo de investimento