Blog

Sindicato de servidores da Previdência cobra mais segurança

Um dia após um homem entrar armado com um facão e fazer um trabalhador refém em uma agência do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev-PE) decidiu deflagrar uma campanha por mais segurança nas unidades. Nesta terça-feira (7), o coordenador da entidade, José Bonifácio do Monte, vai até a superintendência do órgão em Pernambuco solicitar ao oficialmente ao gerente-executivo do INSS no Recife , George Sóstenes, providências, como a presença de homens armados, para evitar novos casos.

Este ano, segundo ele, foram registradas mais duas ocorrências graves. Em Salgueiro, no Sertão, no começo de 2016, um beneficiário ficou revoltado por causa de um problema no pagamento e atirou na fachada da agência.

No dia 31 de maio, uma vendedora autônoma jogou uma pedra e quebrou a vidraça da agência em Caruaru, no Agreste. A mulher chegou a ser detida por dano ao patrimônio e liberada depois com o pagamento de fiança. “Esses foram casos muito graves, mas diariamente temos agressões verbais e ameaças aos novos companheiros de trabalho”, afirmou José Bonifácio do Monte.

Nesta terça-feira, o coordenador do sindicato esteve na agência do Cabo. Lá, encontrou um clima de muito medo. O perito, por exemplo, não apareceu para trabalhar. E os demais servidores estão muito preocupados.

Em uma reunião com os trabalhadores e o gerente da unidade, José Bonifácio ouviu relatos sobre as dificuldades enfrentadas diariamente. “Muitas vezes, o sistema de informática sofre pane e as pessoas não têm como verificar a situação do beneficiário. Perícias atrasam e as pessoas ficam revoltadas. Não tem greve nem nada. É falta de estrutura mesmo”, conta.

Diante disso, o sindicato pleiteia o reforço policial, em número e em equipamentos. “Nós sabemos que a legislação não permite uso de armas, mas algo tem que ser feito”, observa. Além idsso, os sindicalistas solicitarão mudanças na organização das agências.
“No Cabo, por exemplo, não existe um espaço para fuga em caso de problemas como o que ocorreu segunda-feira. Eles tinham prometido reforma, mas a crise impediu o trabalho”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Sites para consulta pública:

        



Palavras-chave: rpps, investimentos, previdência, software previdenciário, consultoria, auxílios, benefícios, cálculo atuarial, avaliação atuarial, reavaliação atuarial, instituto, regime próprio de previdência social, crp, dair, dipr, dpin, certificado de regularidade previdenciária, criar rpps, consultoria rpps, sistema rpps, fundo de investimento