Blog

Ângela Portela critica reforma previdenciária proposta por Temer

Em pronunciamento nesta terça-feira (28), Ângela Portela (PT-RR) afirmou que o afastamento de Dilma Rousseff da presidência da República abriu espaço para um governo impopular, ilegítimo e contrário aos anseios da sociedade.

E isso fica evidente, segundo a senadora, ao se analisar as propostas defendidas pelo presidente interino, Michel Temer. Uma delas prevê a limitação do aumento de gastos públicos ao índice da inflação do ano anterior.

Se essa proposta for aprovada, alertou a senadora, setores importantes, como saúde e educação, poderão sofrer corte, servidores públicos ficarão sem aumentos, e órgãos essenciais, como a Defensoria Pública e o Ministério Público, poderão ser prejudicados.

A senadora ainda criticou os termos da reforma previdenciária que será proposta pelo atual governo. O texto ainda não foi encaminhado ao Congresso Nacional, mas, segundo Ângela, existe a possibilidade de a idade mínima para se passar à inatividade ser de 70 anos, com uma regra de transição.

— De antemão, nós podemos dizer que a proposta irá afetar diretamente as mulheres trabalhadoras, pois a intenção da equipe econômica é clara e transparente: igualar a idade de aposentadoria entre homens e mulheres — reiterou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Sites para consulta pública:

        



Palavras-chave: rpps, investimentos, previdência, software previdenciário, consultoria, auxílios, benefícios, cálculo atuarial, avaliação atuarial, reavaliação atuarial, instituto, regime próprio de previdência social, crp, dair, dipr, dpin, certificado de regularidade previdenciária, criar rpps, consultoria rpps, sistema rpps, fundo de investimento