Blog

MPE sugere que Estado venda terras devolutas para cobrir rombo da previdência

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges

No último sábado (14), o portal de notícias, O Documento divulgou que o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, sugeriu ao governador Mauro Mendes (DEM) que o Estado utilize terras devolutas para ajudar no combate ao déficit financeiro da previdência estadual.

A sugestão foi dada durante reunião em que o Conselho de Previdência de Mato Grosso votou e aprovou a proposta do projeto de Lei Complementar que aumenta a alíquota de contribuição dos servidores de 11% para 14%.

“Fiz algumas sugestões como, por exemplo, utilizar o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) como uma das fontes de arrecadação para a previdência. A ideia é que os excessos de terras devolutas a serem regularizados sejam vendidos aos fazendeiros pelo preço real e os recursos destinados ao fundo. Assim, assumi o compromisso de termos um promotor de Justiça exclusivo para atuar na área fundiária”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Sites para consulta pública:

        



Palavras-chave: rpps, investimentos, previdência, software previdenciário, consultoria, auxílios, benefícios, cálculo atuarial, avaliação atuarial, reavaliação atuarial, instituto, regime próprio de previdência social, crp, dair, dipr, dpin, certificado de regularidade previdenciária, criar rpps, consultoria rpps, sistema rpps, fundo de investimento